Saiba como foi a primeira noite do concurso Original Band da Vitória Harley-Davidson

capa-big-bat-blues-band-vitoria-harley-davidson-original-band-divulgação-ari-oliveira
Foto de capa: Ari Oliveira/Divulgação.
PUBLICIDADE

Ontem começou a primeira etapa do concurso Original Band da atual edição do Vitória Rock Fest. Organizado pela Vitória Harley-Davidson, o evento levou ao estacionamento do Shopping Vitória quatro das doze bandas autorais classificadas na disputa por uma vaga na grande final.

Com um horário um pouco apertado — afinal, quem sai de casa às 18h numa sexta-feira? —, o trânsito característico da hora do rush na capital impediu que as pessoas chegassem na hora, e os shows sofreram um (bem-vindo) atraso de uma hora (ainda bem).

+ Vitória Harley-Davidson divulga lista de bandas classificadas para seu Festival

Shows

A primeira banda a subir ao palco principal foi o quinteto Auri, que apresentou toda a técnica por trás de sua miríade de estilos musicais com as canções de seu mais novo trabalho, o disco Resiliência.

Em seguida, a banda Major Cético honrou suas influências do classic rock e entregou uma performance enérgica e divertida, repleta de solos, correrias e até mesmo com uma participação da dançarina Luiza Zampieri durante as músicas “Loira Brasil” e “É Só Você Querer”.

+ “Tem sido meu momento de catarse. Minha válvula de escape.” Everton Radaell e a resiliência da Auri
+ 12 lançamentos que marcaram a música capixaba em 2017

A noite seguiu com o show da Tribal, um quinteto formado em 1992 e capitaneado pelo vocalista Marcos Ribeiro. Durante a sua performance, o grupo apresentou um fiel retrato do que ecoava no espírito musical da juventude dos anos 90, com canções pesadas e sombrias.

Por fim, quem encerrou a primeira etapa do concurso foi a Big Bat Blues Band, umas das mais respeitadas bandas do gênero. Com seus 25 anos de estrada, o sexteto esbanjou técnica e empolgação durante sua apresentação: cozinha de respeito, solos tocantes e uma harmoniosa dupla vocal formada pelo vocalista Eugênio Goulart e pela cantora Larissa Pacheco.

Cabe mencionar que, durante o intervalo dos shows no palco principal, outros grupos se apresentaram no chamado Palco Iron. Ao longo do evento, por lá tocaram as bandas Herbert Richards, HAREN, Marte Attack e L-20.

Decisão

A decisão do trio de jurados sobre a primeira finalista do concurso foi anunciada por João Lucas, vocalista da banda Muddy Brothers — vencedora da primeira edição do festival, no ano passado. Em seu breve discurso, João destacou a importância do festival, seu papel de vitrine para um público maior e o real valor do grande prêmio — uma Harley-Davidson Iron 883.

+ Muddy Brothers vence o 1º Festival de Rock da Harley-Davidson

Já com todas as bandas em cima do palco, João não titubeou ao anunciar a primeira finalista: Big Bat Blues Band. Quando questionado sobre a vitória pelo apresentador do festival, Daniel Morelo, Goulart brincou: “ainda bem que eu acendi uma vela hoje pras entidades!

Espírito Rock

Após o anúncio da primeira finalista, o festival seguiu com a tão esperada apresentação especial preparada pelo cantor e compositor Gustavo Macacko. Chamada Espírito Rock, ela consistiu na performance de canções de diversos artistas do Espírito Santo, numa tentativa de exaltar seu movimento cultural. “Eu pensei em fazer esse projeto, porque as pessoas me diziam que no Espírito Santo não tinha música boa,” disse Macacko, que hoje vive no Rio de Janeiro, ao começar sua apresentação.

O músico tocou canções de André Prando, Rastaclone, Silva, Símios, Pé do Lixo, Dead Fish, Lordose pra Leão, Nave, Urublues e vários outros artistas. Ainda assim, um dos momentos mais verdadeiros foi a estreia da música “Passaporte Para a Fé”. Esta é uma canção que Gustavo compôs com Gabriel, o Pensador em homenagem ao músico capixaba Alexandre Lima. No show, Macacko exaltou a importância do amigo à cultura do estado e agradeceu à sua família pela presença, lembrando a todos que parte da renda arrecadada naquele dia seria direcionada ao seu tratamento.

+ Veja o que vai rolar no Espírito Rock de Gustavo Macacko
+ Gustavo Macacko grava música com Gabriel, o Pensador

Devido ao atraso inicial, infelizmente o show teve que ser interrompido ainda com algumas músicas no set-list. Apesar disto, a mensagem principal do evento conseguiu ser transmitida aos presentes, seja pelo Espírito Rock ou pelo concurso Original Band: a música boa ainda está por aqui e sempre vai reverberar, basta você querer escutá-la.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Ari Oliveira/Divulgação.

Gostou? Clique aqui e curta nossa página no Facebook para não perder mais nenhuma matéria.