Gravação de Luz del Fuego em breve ganhará minidoc

luz-del-fuego-whtbj-ellen-fleger-divulgação
Foto de capa: Ellen Flegler/Divulgação.
PUBLICIDADE

No último dia 18, a banda Whatever Happened to Baby Jane finalmente desembarcou na cidade de São Paulo para a gravação de seu primeiro álbum, Luz del Fuego. Ao lado de Fabio Mozine (Läjä Records, Mukeka di Rato) e Alexandre Capilé (Water Rats, Sugar Kane), o duo se trancou no Estúdio Costella e em três frenéticos dias já tinha finalizado os trabalhos—e de quebra feito um show.

“Sobrevivemos. ‘Luz del Fuego’ gravado e em breve sendo lançado. Não poderia estar em melhores mãos. Obrigada Mozine e Capilé pelo carinho. Estúdio Costella agora tem cheirinho de nossa casa também,” publicou a banda quando voltou ao Espírito Santo, no dia 22.

Leia mais: O que esperar do primeiro disco de estúdio da Whatever Happened to Baby Jane.

Além de um lançamento digital e em CD (que segundo Mozine aconteceria “daqui alguns dias”), o processo também será contemplado com um mini documentário dirigido por Karina Loyola, que acompanhou a banda em seus últimos ensaios, shows e a estadia em São Paulo. “Será lançado ainda este ano com cenas das gravações do álbum e dos dias em que passamos em SP enfiadas na casinha,” diz a mensagem publicada nas redes do duo.

Sem novas datas anunciadas, o próximo show de Lorena Bonna (voz e guitarra) e Vanessa Labuto (voz e bateria) acontece no Läjä Festival Vol. 2, agendado para o dia 15 de setembro, na Fluente. A segunda edição do evento comemorativo do selo de Mozine também reunirá os grupos Os Pedrero com Deb Babilônia nos vocais, Hill Dreams, Guitarria, Damn Youth (CE), A Creche (SP) e mais.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Ellen Flegler/Divulgação.

Quer ficar por dentro do que acontece no circuito musical do Espírito Santo? Siga-nos no Facebook ou no Instagram e pare de passar vergonha dizendo que “por aqui não se faz música boa”!

PUBLICIDADE