Elemento Zero EZ volta com três canções no single ‘Onde Eu Devo Estar’

elemento-zero-ez-single-célia-rocha-divulgação
Foto de capa: Célia Rocha/Divulgação.
PUBLICIDADE

Após uma rápida participação no primeiro Festival de Bandas do Garage Pub, o duo de rock alternativo eletrônico Elemento Zero EZ está de volta com um novo single. Dando continuidade ao trabalho iniciado com Luz & Sombra (2017), o registro chama-se Onde Eu Devo Estar e foi lançado no final de maio. Nele, Marcelo Schiffler (voz, guitarra, teclados e programação) e Fábio de Souza (baixo e programação) apresentam três canções inéditas que refletem suas influências do universo eletrônico, experimental e pós-punk.

O single começa com sua faixa-título, “Onde Eu Devo Estar”, uma música pronta para as pistas de dança que brinca com a dicotomia da cidade e o deserto e o distante e o bem perto. Em seguida chega “Dia 11”, em que uma levada mais agitada e a agressividade dos baixos distorcidos criam um belo contraste com a suavidade da voz de Schiffler, que canta sobre não fechar os olhos a si mesmo. Por fim vem “Space Song”, uma canção instrumental com quase seis minutos na qual a banda desfruta de todas as suas influências, que vão de Joy Division e The Jesus and Mary Chain a The Raveonettes e Queens Of The Stone Age.

Leia também: Gimu lança prévia de seu novo álbum com o single “Entre a Sombra e o Detalhe”.

“São sempre ‘os mesmos 3 acordes’, mas tem o jeito relapso que mata a gente de preguiça de usar esses 3 acordes e tem o jeito rebuscado de fazer a coisa”, disse o músico Gimu, antigo vocalista da terrorturbo (banda que teve com Fábio). “Tudo depende do que você ama, dos discos que te fizeram ter vontade de criar suas próprias canções”, concluiu sobre o single.

Ouça:

Texto: João Depoli; Foto de capa: Célia Rocha/Divulgação.

Siga o Inferno Santo no Facebook e no Instagram e pare de passar vergonha dizendo que “no Espírito Santo não se faz música boa”!

inferno-santo-thumbnail-svg

PUBLICIDADE