Aurora Gordon aproveita show no Bravo Estúdio para lançar videoclipe de “Peter Banana”

Supergrupo se reúne no projeto Test Drive Bravo para apresentação intimista e lançamento de videoclipe

aurora-gordon-rabujah-rodrigo-pessotti-maia-divulgação
Aurora Gordon em apresentação no projeto Ensaio Aberto, em 2017 (Crédito: Rodrigo Pessotti Maia).
PUBLICIDADE

Após uma apresentação no Liverpub Vitória no início desse ano, o supergrupo Aurora Gordon está de volta para um evento especial no Bravo Estúdio na noite de hoje (20). Por lá, Murilo Abreu e cia farão a estreia do videoclipe da décima faixa do disco Na Ponte da Passagem (2015), a canção “Peter Banana”, composta pelo músico Afonso Abreu em 1968. Dirigido por Diego Scarparo e viabilizado pela Lei Rubem Braga do município de Cachoeiro de Itapemirim, o registro virá acompanhado de um remix especial feito por Léo Grijó, uma das crias da seminal banda Os Mamíferos.

Além de uma exibição exclusiva do clipe, a noite naturalmente também contará com uma apresentação do Aurora Gordon. Rabujah (voz), Rodolfo Simor (guitarra), Lucas Arruda (teclados), Jackson Pinheiro (baixo), Gabriel Ruy (bateria) e Edu Szajnbrum (percussão) se juntam a Murilo (voz e violão) para um resgate das canções da contracultura capixaba dos anos 60 e 70. Além disso, essa invejável seleção de talentos também será contemplada com a participação especial da cantora Gabriela Brown, que recentemente lançou um videoclipe para o single “Meu Carnaval”.

O evento terá início às 20h e será gratuito. O Bravo Estúdio fica na Rua Alberto Bella Rosa, 175, em Vitória.

Aurora Gordon

Fundado na Universidade Federal do Espírito Santo ainda em 2005, o Aurora Gordon foi concebido para ser um veículo de resgate da música da contracultura capixaba que reinou entre as décadas de 60 e 70 e que, infelizmente, passou despercebida para o grande público nacional. Sua missão é promover uma experiência artística especial para todos aqueles que ainda enxergam este período como inédito, bem como para novamente despertar o interesse de quem já têm o trabalho destes artistas pulsando em suas veias.

Em seu repertório, a banda apresenta canções de um seleto grupo de pioneiros que resistia aos absurdos da censura da época. Afonso Abreu, Aprígio Lyrio, Mário Ruy, Marco Antônio Grijó, Rogério Coimbra, Arlindo Castro, Paulo Branco, Chico Lessa e Nenna são alguns dos nomes que, por meio de seus trabalhos, revolucionaram os valores éticos, sociais e morais de uma geração.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Rodrigo Pessotti Maia/Divulgação.

Siga o Inferno Santo no Facebook e no Instagram e pare de passar vergonha dizendo que “no Espírito Santo não se faz música boa”!

inferno-santo-thumbnail-svg

PUBLICIDADE