'Hang Loose Para Jesus' é o que acontece quando se junta Merda e Facada

Com shows agendados para outubro, banda Merdada em breve entra em estúdio para gravar seu primeiro álbum

merda-facada-merdada-hang-loose-para-jesus-youtube
Conjunto de Música Jovem Merda ao vivo no HBB Live Sessions (Reprodução/YouTube).
PUBLICIDADE

Antes de voarem ao encontro do baterista Alex Vieira para juntos embarcarem numa turnê portuguesa, Fabio Mozine (voz e guitarra) e Rogério “Japonês” Araújo (voz e baixo)—os outros dois terços da banda Merda—fizeram uma apresentação diferente no mês de março durante o festival Garage Sounds, em Fortaleza. Por lá, eles se juntaram aos músicos Carlos James (voz), Dangelo Feitosa (bateria) e Danyel Noir (guitarra), do grupo Facada, e se apresentaram sob o codinome Merdada.

“As coisas foram acontecendo e acabaram dando nisso. O pessoal do Garage sondou o Merda, mas estamos sem baterista, aí sondei o Dangelo, botamos o James e depois o Danyel na roda, virou o Merdada”, disse Mozine em entrevista ao blog Microfonia Underground sobre a origem do projeto. “Estamos encantados com o que aconteceu, gostamos muito de ensaiar, somos amigos”.

Leia também: Chuck Hipolitho e Gustavo Macacko fazem uma ode a Fabio Mozine com “O Rei do Suíngue”.

A parceria parece ter dado tão certo, que, além de novos shows agendados para os festivais DoSol e Quintura Rockfest, o Merdada acabou de anunciar que novamente se reunirá em Fortaleza, mas dessa vez para gravar um disco.

PUBLICIDADE

“O material gravado será lançado em novembro em CD e estará disponível nas plataformas digitais. Também sai em vinil 10″ possivelmente ainda no ano de 2018”, publicou Mozine em suas redes sociais sobre as 14 faixas que formarão o álbum de hardcore, crust e grind ‘Hang Loose Para Jesus’.

Ainda segundo ele, a melhor parte está por vir. “A capa já está feita, e será a cereja de pus desse bolo fecal”, garante o músico.

Curioso? Assista ao vídeo abaixo e saiba o que esperar do Merdada.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Reprodução/YouTube.

Siga o Inferno Santo no Facebook, no Instagram e no Twitter e pare de passar vergonha dizendo que “no Espírito Santo não se faz música boa”!

inferno-santo-thumbnail-svg

PUBLICIDADE