Despido de máscaras, André Prando libera videoclipe para “Ode à Nudez”

Após uma intimista pré-exibição no Bravo Estúdio, músico se despe de máscaras, ego e barba no videoclipe de “Ode à Nudez”, o primeiro single de seu novo álbum, ‘Voador’

ode-a-nudez-andre-prando-sony-youtube
André Prando no sensacional videoclipe do novo single "Ode à Nudez" (Reprodução/YouTube).
PUBLICIDADE

A reação dos músicos, fãs, amigos e curiosos que se aglomeraram no lobby do Bravo Estúdio na noite daquela fria e chuvosa sexta-feira (19) foi impagável. O que restou ao final dos exatos 3 minutos e 31 segundos do videoclipe do single “Ode à Nudez” foram apenas rostos atônitos, perplexos, atordoados e envoltos num único estado de contemplação: o total silêncio.

Todos só foram retirados daquele transe e inseridos de volta à realidade graças às merecidas palmas que um rapaz puxou sozinho em meio a gritos de “Fooooda!”. Alguns milésimos depois, inquestionavelmente todos os presentes se juntaram a ele numa espécie de sessão solene de aplausos apaixonados que definitivamente se estendeu por muito mais tempo que aquela “pausa dramática”—como disse muito bem o próprio André Prando, aliviado, antes de concluir com um: “vocês são foda”.

PUBLICIDADE

Naquela noite, quem criou coragem para comparecer à pré-exibição de “Ode à Nudez” certamente não se arrependeu. Valeu à pena sair de casa sem se deixar amedrontar pelas apocalípticas, porém naturalmente equivocadas previsões de tenebrosas chuvas que não bem vieram.

O Bravo Estúdio estava cercado por uma aura leve e intimista, sobretudo graças à presença do próprio Prando, bem como de artistas tão contemporâneos, divertidos e acolhedores como o duo Transe, a guitarrista e vocalista da Whatever Happened to Baby Jane, o músico Juliano Rabujah e a cantora Patricia Ilus—além, é claro, do diretor e elenco do clipe.

 

“Mas quem diria, nos dias que eu ando sem máscara posso dizer/Que eu sou você, que o mito se foi, foi blasé/Enquanto sonhei com vontade/Usei tantas vestes/Perdi meu passeio na flor da idade/E o dia em que pairei no céu fiquei rindo e vestido de céu”

 

Apesar disso, o ponto mais belo da ocasião definitivamente foi a chance de contemplar o cerne do novo trabalho de André. Foi como observar o artista por uma porta ou janela, como o próprio clipe faz menção, enquanto ele se apresenta despedido de ego, máscaras, mitos, conceitos pré-estabelecidos e até mesmo de sua tão característica barba—sim, aposto que você nem tinha percebido que ele passou boa parte do vídeo sem barba, cantando e dançando bem na sua cara. Pode assistir de novo!

andre-prando-barba-ode-a-nudez-videoclipe-youtube
Nudez das máscaras, egos e…barba! (Reprodução/YouTube).

Comparado aos demais lançamentos de Prando, o single “Ode à Nudez” é sem dúvidas um passo adiante. Trata-se de uma rápida canção pop que não deixa de lado aquela gostosa assinatura psicodélica do artista. Com lindos arranjos cuidadosamente orquestrados com a ajuda do amigo, baterista e produtor Henrique Paoli (My Magical Glowing LensMelanina MCs)—que assina a co-produção com Jr Tostoi (Lenine)—, a música abre a nova fase do disco Voador, que já está causando tanta ansiedade que até a Sony Music entrou na jogada para distribui-lo digitalmente.

Enquanto o disco não sai, confira abaixo o sensacional clipe de “Ode à Nudez”.

Shows

Com o lançamento de Voador agendado para o mês que vem, André se apresenta no dia 23 de novembro no Teatro Ipanema, no Rio de Janeiro, e depois segue para São Paulo, onde toca na Noite SIM SP, no dia 7 de dezembro. Já no Espírito Santo, o grande show de lançamento do sucessor de Estranho Sutil (2015) acontece no Sesc Glória, em Vitória, no dia 11 de dezembro.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Reprodução/YouTube.

Siga o Inferno Santo no Facebook, no Instagram e no Twitter e pare de passar vergonha dizendo que “no Espírito Santo não se faz música boa”!

inferno-santo-thumbnail-svg

PUBLICIDADE