Censura? Clipe de “Primavera Fascista” é removido do YouTube após bater 1milhão de views

Videoclipe de canção-protesto a Jair Bolsonaro é inesperadamente removido do YouTube após dar o que falar em mais de um milhão de visualizações

primavera-fascista-censura-setor-proibido-youtube
Arte da canção "Primavera Fascista" (Reprodução/YouTube).
PUBLICIDADE

ATUALIZAÇÃO: Após comoção nacional, Setor Proibido consegue vitória sobre o YouTube e videoclipe de “Primavera Fascista” está de volta.

“Nos sentimos censurados e que a decisão de tirar a música do ar, principalmente quando ela já estava postada há mais de uma semana, é totalmente arbitrária e sem precedentes”, diz a mensagem publicada pelo selo e produtora Setor Proibido na tarde dessa sexta-feira (02).

A nota se refere à inesperada remoção do videoclipe de “Primavera Fascista” de seu canal no YouTube, logo quando ele havia ultrapassado o sensacional marco de um milhão de visualizações.

Lançado no dia 23 de outubro, o clipe retrata um protesto contra Jair Bolsonaro, que na época ainda disputava as eleições presidenciais no país. Gravada no Estúdio Sala de Estar por Felipe Artioli, a música conta com uma incrível parceria dos MCs Bocaum, Leoni, Adikto, Axant, Mary Jane (Melanina MCs), Vk MAC e Dudu, que dividem o microfone rimando em contraponto às polêmicas frases do ex-candidato.

PUBLICIDADE

Segundo o comunicado que o Setor Proibido recebeu do YouTube a respeito da retirada do clipe, a plataforma foi enfática: “Após análise, determinamos que ele viola nossas diretrizes”. Por quê?! “Não permitimos conteúdo que encoraje atividades ilegais”. Mas protestos ainda não se tornaram ilegais… pelo menos ainda!

setor-proibido-youtube-twitter-primavera-fascista
Comunicado enviado pelo YouTube (Reprodução/Twitter).
PUBLICIDADE

Diante da situação, o selo está tentando tomar todas as medidas cabíveis para colocar o vídeo de volta à internet. Além disso, ele também aproveitou para emitir uma nota de repúdio ao ocorrido. Veja:

 

“Viemos por meio desta declarar o nosso total repúdio a retirada do nosso vídeo, Primavera Fascista, do YouTube. Entendemos que em uma democracia há o total direito a se manifestar e a fazer oposição a quem quer que seja. Por isso, declaramos que nos sentimos censurados e que a decisão de tirar a música do ar, principalmente quando ela já estava postada há mais de uma semana, é totalmente arbitrária e sem precedentes. Informamos ainda aos fãs e a todos aqueles que acompanham o nosso trabalho que estamos nos esforçando para resolver o problema e que continuaremos resistindo a qualquer tipo de boicote ao som”.

 

Felizmente, “Primavera Fascista” ainda pode ser escutada no canal no SoundCloud do beatmaker Tibery, que também participa da canção, ou assistida em alguns canais que fizeram novos uploads do clipe.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Reprodução/YouTube.

Siga o Inferno Santo no Facebook, no Instagram e no Twitter e pare de passar vergonha dizendo que “no Espírito Santo não se faz música boa”!

inferno-santo-thumbnail-svg

PUBLICIDADE