Em meio a denúncias de fascismo, show dos Garotos Podres no Correria é cancelado

capa-garotos-podres-correria-divulgação-facebook
Foto de capa: Divulgação/Facebook.
PUBLICIDADE

Estava tudo certo para o Correria Music Bar receber a banda paulista Garotos Podres no dia 17 de Março, até que uma confusão com a atração de abertura levou ao cancelamento do show. Na nota de esclarecimento divulgada na tarde de hoje por Paulo Correria (responsável pelo estabelecimento), o produtor expôs que a produção da banda principal recebeu denúncias (ao que tudo indica, pautadas numa entrevista de 2010 ao blog Vontade & Luta) de que o grupo Expulsos do Bar (escolhido pelo próprio Paulo) seria composto de skinheads fascistas e que isso poderia causar problemas na realização do evento. Paulo, por sua vez, defendeu o grupo dizendo que “a banda não é nada disso que falam. Eu quero eles no show.

Na página oficial do Expulsos do Bar, a banda viu a situação como trágica, mas cômica. Disse que tudo não se passava de uma “guerra virtual” e que eles não levantam nenhuma bandeira política. Pelo contrário, lutam apenas contra um inimigo comum, o Governo. Além disso, o grupo também se manifestou em prol dos fãs dos Garotos Podres, dizendo que “em respeito ao público capixaba, órfão de um show dos Garotos Podres a mais de 10 anos e também em respeito ao Garotos (uma das maiores influências do ExDxBx) estamos abrindo mão de tocar no show deste evento para não alongar e participar desta ‘Guerra Virtual’.” Apesar do diálogo aberto, o show, infelizmente, foi cancelado/adiado.

Veja ambas as notas abaixo.



Texto: João Depoli; Foto de capa: Divulgação/Facebook.

PUBLICIDADE