Guilherme Cysne anuncia gravações de novo EP do projeto Bongrado

capa-bongrado-guilherme-cysne-pedro-damasio-divulgação
Foto de capa: Pedro Damasio/Divulgação.
PUBLICIDADE

Você pode conhecê-lo pelo seu trabalho com a banda Rajar (que gravou com o ex-produtor do Nirvana, Jack Endino, e tocou com grandes nomes da música nacional); ou com seu tributo ao Los Hermanos (talvez o mais fiel de todos, afinal, contava inclusive com os três ex-integrantes oficiais da parte de metais do grupo carioca); ou pelo seu trabalho como produtor musical (lançando artistas como Merci, Bernardo John e Bridy).

Por mais célebres que sejam, não estamos aqui para falar de nenhuma destas etapas da vida de Guilherme Cysne. O foco de hoje é com o seu trabalho solo, o projeto one-man band Bongrado, que em 2016 lançou o elogiado EP Nômade, que reuniu seis canções compostas, cantadas, gravadas e produzidas exclusivamente por Cysne.

+ Produtor Guilherme Cysne fala sobre novo disco de Merci
+ Merci anuncia que está trabalhando em terceiro disco

Por melhor que o resultado tenha sido, dois anos já se passaram desde essa investida no universo solo — tanto tempo que o próprio Guilherme viu que já era a hora de dar o próximo passo. “Tudo engatilhado pra em poucos dias eu entrar pra gravar o meu novo EP, que vai se chamar Tempo ao Temporal,” publicou o músico e produtor em sua conta no Instagram sobre as três faixas que pretende lançar em breve.

Confira na íntegra a mensagem publicada por Cysne ontem (28).

Fico vendo as fotinhas do trabalho anterior e já bate a ansiedade pra lançar o trabalho novo. Tudo engatilhado pra em poucos dias eu entrar pra gravar o meu novo EP, que vai se chamar Tempo ao Temporal. Serão três faixas, recentes, feitas nesse primeiro semestre de 2018, que registram reflexões sobre uma nova fase. Pra mim, música, como a fotografia e outras formas de expressão, é um registro no tempo. Apesar de ser defensor e entusiasta de obras maiores, estou curtindo a ideia de lançar trabalhos curtos e que saiam mais agilmente. Que estejam bem frescos e alinhados com meu eu presente. Minha ideia é manter uma frequência maior desses lançamentos, já que tive um bom intervalo do Nômade pra cá. Outra coisa que é marcante nesse trampo, é que resolvi me abster de qualquer preocupação com nichos. Não pensei em nada que estabelecesse um diálogo estético, ideológico, com nenhuma tribo em específico. Pelo contrário, optei por uma linguagem simples, sem ego ou pirações. São apenas canções simples, que se conectam com as almas simples. Sendo honesto e sem querer soar arrogante, acho até que estamos carecendo desse tipo de simplicidade no meio artístico. Então é isso. Vai se ligando aí. Se tudo correr bem, não demoro a gravar e lançar. Pra quem ainda não conhece o Bongrado, busque lá nos YouTube, Spotify da vida. Quem curtir, siga a página no Face, tá precisando da moral dos amigos. #autoral #epnovo #eptempoaotemporal #bongrado

Uma publicação compartilhada por Guilherme Cysne (@guilherme_cysne) em

Texto: João Depoli; Foto de capa: Pedro Damasio/Divulgação.

Gostou? Clique aqui e curta nossa página no Facebook para não perder mais nenhuma matéria.