Estreia da banda Conchá no Mãozinha com Haren e Etevalda

capa-conchá-haren-etevalda-mãozinha-facebook
Foto de capa: Divulgação/Facebook.
PUBLICIDADE

O grupo Conchá fará a sua estreia no palco do Bar do Mãozinha nesta quinta-feira (25). Para acompanhá-lo nesta empreitada e deixar a noite ainda mais variada e interessante, foram recrutadas as bandas Haren e Etevalda. Agora você já tem um encontro marcado com uma bela combinação autoral de reggae, punk rock e experimentação.

Transitando entre o rock, o reggae e a MPB, a banda Conchá é formada pelos músicos Vinícius Reis (guitarra e voz), Vitor Falcão (guitarra e voz), Paulo Nossa (percussão e voz), Markus Augustus (baixo) e Gabriel Xibli (bateria). Os primeiros indícios de sua aparição datam do início de 2016 e suas primeiras apresentações ocorreram nos municípios de Aracruz e Ibiraçu. Agora, a banda vem com tudo para fazer sua estreia na capital.

Haren é uma banda composta por Caio Paranaguá (voz e baixo), Guilherme de Oliveira (voz e guitarra) e Mauro Filho (bateria). Fundada em meados de 2016, na capital, o grupo tem uma sonoridade descontraída e escrachada voltada ao pop punk e ska californiano da virada do milênio. Em Setembro de 2017, lançou o seu divertido Dolinha EP, que apresentou cinco canções que soam tão cativantes quanto suas performances ao vivo — condição na qual a banda consegue combinar o que tem de melhor: sincerirade e explosão!

A Etevalda surgiu em 2013 a partir da união dos primos Douglas Bernardo (baixo e voz) e Willian Francis (guitarra e voz), que, como uma forma de homenageá-la, deram o nome de sua avó à banda. Agora com Bruno Kalic na bateria, o grupo pauta suas influências numa mescla de estilos que vão do rock à música erudita, criando uma atmosfera não só envolvente, mas instigante — como está muito bem registrado nas canções que gravaram com Igor Comério no Estúdio Voadora.

Local: Bar do Mãozinha; Avenida Fernando Ferrari, 520 (em frente à UFES), Jardim da Penha, Vitória/ES;
Data: Quinta-feira, 25/01/2018;
Horário: 20h;
Valor: Gratuito.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Divulgação/Facebook.