'We Are The Devils', escute na íntegra o primeiro álbum da banda The Devils

New Wave Of Brazilian Heavy Metal chega ao Spotify com o lançamento do disco de estreia do quarteto The Devils

capa-devils-sorvetinho-facebook
Foto de capa: Divulgação/Facebook.
PUBLICIDADE

A espera acabou: a banda The Devils finalmente lançou seu primeiro álbum de estúdio!

Em referência ao invejável coro que seus fãs religiosamente puxam em cada show do grupo, o disco foi apropriadamente batizado We Are The Devils e é o sucessor do EP First Time, Homemade, de 2015.

Representa uma fase 100% nossa, bem próximo do som que sempre havíamos procurado, com técnicas, influências e sonoridade um pouco diferente do primeiro EP, então para nós será um marco de nossa identidade sonora e visual nesse momento,” afirmou o vocalista Izzy ao site Roadie Metal sobre o lançamento.

capa-we-are-the-devils-nwobrhm-disco-álbum-divulgação
Foto: Divulgação.

O registro conta com onze canções, das quais cinco já haviam sido lançadas previamente como singles ou material de divulgação desde que o álbum foi anunciado. Acredito que todos já sabem cantar “Mr. Buddy” de cor, assim como já tenham se divertido com o clipe de “No Bull – Live Like Lemmy” e também já tenham ficado perplexos após o (diga-se de passagem: improvisado) solo de baixo da brutal “Nymphomaniac (Part 03)” — então vamos falar das músicas até então apresentadas somente em shows.

PUBLICIDADE

+ The Devils libera lyric video de música que integra seu novo álbum
+ The Devils divulga o single “Nymphomaniac Part 03”
+ Em tom de retrospectiva, The Devils lança clipe de “No Bull – Live Like Lemmy”

Nossos destaques vão para a sequência de músicas formada pela maidenesca “A Momentary Anesthesie”, a visceral e urgente “Madman” e a inusitada e melancólica faixa instrumental “The Blondie Hangover & The Cockroach”.

Sem medo de vestir suas influências (nitidamente pautadas nos mestres do metal dos anos 80, como Motörhead, Iron Maiden, UFO, Black Sabbath, Metallica e Megadeth), a banda conseguiu entregar um álbum sólido, divertido e fiel à proposta que apresenta em seus shows: uma reverência atual e brasileira à saudosa New Wave of British Heavy Metal.

Eu acho que o Yan [Barbosa, guitarrista] destruiu nos solos, muito feeling e apenas a técnica necessária para desenvolver aquele feeling, do jeito que tem que ser. O Daniel [Bins, baterista] na batera foi fenomenal, ele sempre consegue me surpreender – a gente tem um entrosamento que as vezes me assusta. O Izzy é a nossa cara e para mim, é o nosso maior diferencial,” orgulha-se Murilo Larrubia, o baixista do grupo.

Chega de papo. Escute agora essa pedrada e fique atento, pois em breve ele sairá em formato físico!

Texto: João Depoli; Foto de capa: Divulgação/Facebook.

Gostou? Clique aqui e curta nossa página no Facebook para não perder mais nenhuma matéria.

PUBLICIDADE