Fabriccio leva todo o amor e som de Jungle ao programa Manos e Minas; assista

fabriccio-jungle-manos-e-minas-tv-cultura-larissa-rocha-divulgação
Foto de capa: Larissa Rocha/Divulgação.
PUBLICIDADE

No mais recente episódio do programa Manos e Minas, o foco esteve na cultura de rua do Espírito Santo, que foi muito bem representada pelo trabalho de Fabrício Oliveira, mais conhecido como Fabriccio. Criado em Bela Vista, na Grande São Pedro, o rapper hoje vive em São Paulo, cidade que serviu de inspiração e berço para Jungle (2017), seu álbum de estreia. Lançado pela Indigo Music, o disco é uma verdadeira selva envolvente e romântica que apresentou treze incríveis canções que dão continuidade à jornada iniciada em 2013 com o EP Desajeito.

Durante sua partição no programa, Fabriccio foi acompanhado pela baterista Alana Ananias, o tecladista Jonathan Ferr, o baixista Leo Pinotti e o DJ Negrito. Juntos, o grupo tocou “Teu Pretim”, “Amor e Som”, “Aonde o Sol Se Esconde”, “Foge Comigo”, “Orfeu”, “O Poder do Machado de Xangô” e “SP”—todas canções de seu último trabalho de estúdio.

“Essa selva que sabemos que é de concreto, mas ela não é só de concreto, né?
A gente faz parte dela também, nossos sentimentos, nossas vontades, nossa música.
É o que eu tenho de melhor em mim e tá aí pra vocês.”

Além das performances, o rapper também bateu um papo com a apresentadora Roberta Estrela D’Alva sobre o disco, seu nome, suas influências, parcerias, sua recepção, a origem de sua carreira, a mudança para São Paulo, shows e mais. “Is like a jungle, mesmo. Mas é muito bom. A gente acaba encontrando pessoas tão especais. Eu tô conhecendo minhas referências aqui, podendo trabalhar com elas. É muito gratificante,” confessou o rapper sobre sua ida a São Paulo.

Assista:

Cabe lembrar que a cultura rap do Espírito Santo continua transitando firme e forme pela capital paulista. Quem também vai ao programa Manos e Minas nesse mês de Julho é o grupo Melanina MCs, que promete apresentar toda a atitude e luta de Sistema Feminino (2018), seu disco de estreia.

Texto: João Depoli; Foto de capa: Larissa Rocha/Divulgação.

Gostou? Clique aqui e curta nossa página no Facebook para não perder mais nenhuma matéria.

PUBLICIDADE